quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Comissão da OAB se reúne para organizar as Comemorações do Centenário da Faculdade de Direito do Maranhão



São Luís – No último dia 9 (segunda), às 15 horas no Plenário da OAB/MA, ocorreu a primeira reunião da Comissão da OAB, criada por meio da Resolução de N.º 007/2017, do dia 24 de agosto de 2017, que tem como objetivo organizar e realizar as Comemorações do Centenário da Faculdade de Direito do Maranhão que será em 2018.

A Comissão é composta pelo presidente da OAB, Dr. Thiago Diaz, coordenador da Comissão; Antônio Oneildo Ferreira (Cons. Federal da OAB); João Batista Ericeira (ESA); Sálvio Dino (AML); Raimundo Marques (AMLJ); Sérgio Tamer (CECGP); Lucyléa França (UFMA); Gustavo Pereira, Reitor da UEMA; Dimas Salustiano(UNISULMA); Jhonatan Almada, reitor do IEMA; Euges Lima, presidente do IHGM; Raimundo Palhano (EFG) e Rossini Correa(Centro Inácio Rangel).

Durante a reunião, que foi coordenada pelo Dr. João Batista Ericeira (OAB), foi apresentado pelos representantes da OAB/MA e UFMA (Dra. Lucyléa França), as sugestões e projetos para programação do Centenário que foram discutidas e acrescidas de sugestões pelos membros representantes das demais instituições presentes.

Foi deliberado que a OAB e a UFMA, manterão suas programações especificas e coerentes com suas dinâmicas próprias, porém, haverá pontos de convergências e o estabelecimento de uma sólida parceria em todos os eventos. Entre os itens das comemorações, estão previstos, entre outros, um selo comemorativo emitido pelos correios, seminários, encontros, publicações de livros, criação de medalhas etc. A próxima reunião está marcada para o próximo dia 13 de novembro.

História

Antes do surgimento da Faculdade de Direito do Maranhão, quem desejasse tornar-se bacharel em Direito, teria que sair do estado, geralmente tendo que ir para Recife ou São Paulo, portanto, a Faculdade, surge também, com a finalidade de suprir essa lacuna na formação jurídica em nível superior no Estado.

Foi a primeira Faculdade do Estado do Maranhão, criada no dia 28 de abril de 1918, nascendo de um sonho de um grupo de intelectuais que marcaram a vida jurídica, mas principalmente, cultural do Maranhão, que além da formação jurídica, exerciam outras atividades e possuíam múltiplos talentos, característicos de uma formação humanística, típica dos intelectuais daquele tempo e daquela geração. Eles atuavam também no campo das letras, do jornalismo e do magistério.

Tendo como um dos principais idealizadores e grande entusiasta da criação da Faculdade, Domingos de Castro Perdigão, além de outros fundadores como Antônio Lopes, Godofredo Viana, Fran Paxeco, Alfredo de Assis, entre outros.

O primeiro diretor foi o Dr. José Viana Vaz. Nas suas origens, a Faculdade de Direito surgiu como uma associação privada, sem a chancela do poder público, vivendo somente da contribuição dos seus fundadores e mensalidades dos primeiros alunos matriculados.



quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Ex-presidente do IHGM faz discurso na entrega do diploma de sócio correspondente a Mhario Lincoln




Senhor Presidente do IHGM, Prof. Euges Lima,
Diletos confrades
Meus Senhores e minhas Senhoras


Hoje, este Sodalício está se reunindo para entregar a Mhario Lincoln Felix Santos o título de Sócio Correspondente do IHGM. Mhario era sócio efetivo desta Casa onde ocupava a cadeira n° 14.  Ante mudança de residência e domicilio, vez que passou a residir em Curitiba-PR, por força estatutária, foi transferido para Sócio Correspondente. Por essa nova situação privou-nos de sua prazerosa convivência e passamos a vê-lo virtualmente através da “Revista Poética Brasileira” cujos textos ali insertos engrandecem o seu trabalho de coordenação, edição e, consequentemente, sua divulgação, para ser conhecido no mundo inteiro.
            Mhario Lincoln já era sócio correspondente, faltava-lhe, contudo, a entrega do diploma. Foi então que o Presidente Euges Lima, por quem nutro profunda admiração e respeito, corrigiu a falha existente e, valendo-se da oportunidade de sua chegada a São Luís, entrega-lhe o título.

            Fico a imaginar Mhario, que sempre falou bem do IHGM, e tenho a certeza que doravante mais do que nunca, dará ênfase a este Sodalício na sua página da Revista Poética Brasileira da qual é editor sênior, e cuja divulgação pela internet visita estudiosos no Brasil e no exterior. Como sócio correspondente, você, meu amigo, tenho a certeza, irá contribuir para o engrandecimento das letras maranhenses elevando o nome deste Sodalício cada vez mais alto, fazendo jus ao título que agora lhe é entregue de fato e de direito.

            Mhario sempre foi um estudioso do Direito, do Jornalismo, das letras e das artes, e das ciências afins.

            No campo do Direito seus trabalhos sobre “Prática do Inquérito Administrativo” e “Comentários sobre Acumulação de Cargos e Funções Públicas” são livros que o levaram a ser autor seguido tamanha foi a sua preocupação com o servidor público, muitas vezes tão injustiçado.

            Como historiador, doou-nos um trabalho de inestimável valor que leva o título de “Hyundai – A última viagem”, livro que foi além de nossas fronteiras ganhando tradução em língua estrangeira.

            Na literatura publicou, entre outras obras de grande valor, “INA, a Violação do Sagrado”, de inigualável aceitação pela crítica, pelo seu valor literário indescritível, e “República do Texto”, edição comemorativa dos 100 mil acessos do Portal Mhario Lincoln do Brasil. Publicado em 2006, o livro teve em Mhario o Coordenador, e nos revela que   foi “publicado com alma e suor”. Consta no trabalho deste Editor-Chefe texto de vários autores maranhenses. Conclui o Editor-Chefe o livro, acrescentando: “se 100 mil já leram, por que não você? ”

            É de sua lavra também “Segredos Poéticos”, livro para ler e compartilhar. Diz ele na Galeria do Livro que “escreveu para meninos” jovens e pais, e acrescenta ainda “que não escreveu senão para pessoas fortes”, transmitindo ele mesmo uma “fortaleza espiritual, moral e intelectual. ”

            Guardo comigo um texto muito precioso onde o autor nos fala da habilidade de lidar com a vida, que tudo depende da habilidade de sabermos lidar com nossa própria vida. “O resultado nos levará a ser Rei ou Bobo da Corte”. Assim, tem ele sido habilidoso na condução de sua vida. Deus o reservou para ter um reinado de cultura, transmitindo aos seus leitores, com o apaixonado coração de um escritor que “corações apaixonados logo descobrem que a menor distância entre dois pontos não é uma reta, mas o coração”.

            Como jornalista tem Mhario se revelado como militante na imprensa escrita e virtual, de um extraordinário poder de comunicação acompanhando a evolução social do homem, o que o transforma em um antropólogo muito estudioso.

            Foi este o intelectual que em 1994, subiu as escadarias desse prédio, para ocupar a cadeira número 14, onde desfrutamos muitos anos do seu convívio amigo e sincero.

            Diz ele para mim, que privo de sua amizade, que continua a se prevenir sempre dos que suspeita serem falsos amigos, não permitindo que estes se aproximem muito do seu convívio para que continuem “sentindo que pareça ter uma coroa de espinhos que os afasta com medo de serem espetados” e conserva sempre os amigos em quem pode confiar que lhe dão amizade e segurança.

            Da sua posse como sócio efetivo do IHGM, lembro-me bem, chovia copiosamente nesta Cidade. Relâmpagos cortavam no céu o tule negro da noite e trovões anunciavam que um novo imortal tomava assento nesta Casa de Cultura.
            As chuvas que caíam estavam a regar a cultura maranhense, dando-nos a certeza de que essa árvore, do companheirismo e da amizade estavam presentes e que produziria excelentes e saborosos frutos.

            Ensina-nos a Bíblia Sagrada, Mhario Lincoln, Sr. Presidente Euges, caros confrades, meu senhores, minhas senhoras, no Livro dos Salmos de Davi, no capítulo 37, versículo 3: “Confia no Senhor e faze o bem” e no versículo 5 complementa: “Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele e ele tudo fará”, e em Juízes capítulo 1, versículo 3, nos deixa um convite : disse Judá a seu irmão  Simeão:” vem comigo à terra que me foi designada”.

            Mhario tem dado um exemplo de vida digno de ser imitado.  Homem que confia em Deus e vive sempre a fazer o bem, onde a vaidade e a inveja nunca as conheceu. Homem que tem sempre entregue seu caminho ao Senhor. Por tudo isso é um homem feliz. Sempre entregou os seus caminhos ao Senhor com a certeza de que ele tudo faria em sua vida, como de fato tem feito.

            Agora sou eu quem te convido, a semelhança do convite feito por Judá a seu irmão Simeão: meu irmão, vem comigo à terra retratada nesta Casa de Cultura, onde têm assento os mais expressivos nomes da cultura maranhense. Serás mais feliz ainda, pois conviver com esta plêiade de intelectuais nos enriquece cada dia mais.

            Parabéns Mhario Lincoln.

São Luis-MA,06 de setembro de 2017.


Edomir Martins de Oliveira
(sócio honorário e ex-presidente do IHGM)